domingo, 31 de outubro de 2010

Eleições de 2006, de 2010 e a "aprovação" do governo Lula

Este que vos escreve, tem uma tese a apresentar e defender: as eleições de 2006 e de 2010, confirmada a vitória de Dilma, apontam mais uma derrota dessa massa disforme chamada oposição que propriamente uma vitória do PT.

Em 2006 a oposição estava rachada, tardou em agredir o governo Lula e seus escândalos de corrupção. Preferiu "deixar sangrar" até as eleições. Foi um tiro no pé. O PT como oposição, diante de um escândalo de tal porte, teria posto o Brasil abaixo.

Além disso, a candidatura de Geraldo Alckmin foi boicotada pelos caciques do PSDB, o candidato bancou sua candidatura sozinho. O partido visava já, as eleições desse ano.

O mesmo valendo para a eleição deste ano. Dessa vez pela mediocridade da candidata da situação. Totalmente desconhecida, despreparada, inexperiente. A "oposição", agora paga caro por não ter eliminado tudo quando podia, na efervescência do escândalo do mensalão.

Ainda vale lembrar da "aprovação" de Lula, os tais 82% bancados pelos institutos de pesquisa (os mesmo que erram reiteradamente há 3 pleitos).

Lula, o presidente aprovado: seu filme, um fiasco total e completo de bilheteria, com bilhetes a 1 real. Vaiado pelo Maracanã em 2007, após ter vencido uma eleição com 60% dos votos. Não elegeu (nem nunca se elegeu) sua candidata em primeiro turno e rendeu 42.192.997 milhões de votos para o candidato da oposição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.