sábado, 6 de novembro de 2010

Ainda sobre IDH e sua nova metodologia



Vídeo com observações interessantes acerca do tema:



Vejamos as grandes nações que estão à frente do Brasil no ranking:

Líbia, Panamá, México, Malásia, Kuwait, Trinidad e Tobago, Costa Rica, Peru, Casaquistão, Azerbaijão e Ucrânia.

Pares do Brasil (IDH equivalente):

Irã, Macedônia, Maurícia (??), Venezuela, Equador, Belize e Colômbia.

Aí estão os 8 anos de profundas melhoras do governo Lula, que lhe rendem 82% de "aprovação" .

Como disse em minhas observações sobre o novo ranking, a metodologia do cálculo foi alterada, em especial no quesito educação; analisemos melhor.

Antes, o item considerado era número de analfabetos. Agora é anos de estudo.

Ambos critérios são vantajosos para o Brasil (ser alfabetizado não é grande coisa, é saber assinar o nome, além disso, como sabemos, o Brasil tem 3/4 de sua população formada por analfabetos funcionais), o de anos de estudo é menos vantajoso, mas ainda assim, não é tão ruim quanto seria um índice que calculasse alfabetização plena.

Em média, estuda-se 7 anos no Brasil (equivalente ao período de TEMPO que estuda no Zimbábue). Mas estudar 7 anos no Brasil não quer dizer muita coisa, principalmente quando comparamos com os EUA, por exemplo, onde cada nota está em jogo para a conquista da faculdade. Ao passo que no Brasil, "passa-se" de ano ainda que não aprenda nada.

Postei um link*, no post anterior sobre IDH, bastante interessante, tem um PDF de 250 páginas explicando "bunitinhu" as minúcias desse estudo (depois vem um zés ruela querer desmerecer o trabalho dos outros com meis dúzia de palavras). Bastante interessante para quem quiser uma visão global do problema.

Outra observação, sempre importante de ser feita, é que nações extremamente jovens, como Geórgia (ex-URSS) e outras que foram destruídas pelo comunismo soviético (Ucrânia) em pouco tempo se reergueram e já estão à frente do Brasil no ranking. Mais uma evidência contra o coitadismo.

Na verdade não postei, o link é este: site do PNUD: http://hdr.undp.org e lá você encontra relatórios  (em PDF) sobre desenvolvimento humano de 1999 a 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.