domingo, 31 de julho de 2011

Impressões sobre Harry Potter e as Relíquias da Morte (parte 2)



Dois avisos antes que você comece a ler isso (se é que esse “você” vai existir):

1. Desculpe caso você considere o texto demasiado longo. Acredite, se tivesse escrito TUDO que queria, provavelmente o texto teria mais de 100 páginas.
2. Perdão por qualquer comentário excessivamente idiossincrático, como fã (caso você seja um), você também tem seus trechos e personagens favoritos, que na maior parte das vezes não são o de muita gente.

O último post desse blog foi sobre as minhas impressões sobre Relíquias da Morte parte 1. Volto com um post novo, agora sobre a parte 2.
Se tivesse e se fosse competente o suficiente para dar uma nota para o filme, numa escala de 0 a 10, ela ficaria entre o 9,25 e o 9,5. Poucas coisas faltaram, e todas essas coisas que digo que “faltaram”, faltaram para mim, talvez não tenham faltado para você.
Outra coisa, por enquanto assisti o filme uma única vez, e é muito provável que depois de assistir novamente eu tenha novas impressões.
Enfim, ficou simplesmente ÓTIMO. ÉPICO. Para um grand finale, que na maioria das vezes mais desagrada que agrada, penso que não poderia ter ficado melhor. O trabalho de Yates, que na minha opinião não começou com o pé direito, foi fechado com chave de ouro.
Esta parte da série teve aquilo me mais me agrada, que agrada a muitos fãs e que como o próprio Yates já havia declarado, não o agrada: AÇÃO. O filme foi, praticamente o tempo todo, ação. Pouco melodrama, pouca melação (não que HP tenha tido muita, talvez com exceção de o Enigma do Príncipe), porém pitadas sazonais e muito bem postas de humor.
Vamos lá, meu TOP MOMENTS do filme (bem provável que eu venha a refazer essa lista, pois após o encerramento fiquei um pouco atordoado, então é bem provável que tenha esquecido de algo):

- Harry se apresentando a Snape e, na sequência, McGonagall disposta a lutar e depois lutando (e derrubando Amico, Aleto E lutando de igual para igual com Snape) para proteger Harry. Sempre tive predileção por esse tipo de cena, essa está entre as favoritas, sem dúvida; [nó na garganta com essa cena]
- Professora McGonagall fazendo as estátuas saírem de seus postos e protegerem Hogwarts, a participação dela foi simplesmente ESPETACULAR;
- Se a atuação a ser destacada e elogiada na parte 1 foi a de Emma Watson, sem dúvida a de Alan Rickman nessa parte foi simplesmente SENSACIONAL. Tudo, estritamente tudo! As memórias então, o amor que ele SEMPRE sentiu por Lilian, foi emocionante. [Nó na garganta²]
SEMPRE simpatizei com Snape, como personagem, como personalidade, como professor, e praticamente desde o princípio eu soube que ele não era vilão da história; paradoxalmente, mesmo com sua implicância com o Harry, nunca consegui não simpatizar, nem mesmo quando ele matou Dumbledore (algumas semanas após ler o Enigma do Príncipe) cheguei à conclusão de que aquilo era algum plano de Dumbledore (que, à época, podia ou não ter Snape como parte consciente).
Outro motivo da minha simpatia pode ser o fato de que Harry sempre encarou Snape como o vilão e como sempre simpatizo com vilões (embora em nenhum momento tenha simpatizado com Voldemort).
- A participação de Dumbledore também foi boa, porém senti falta de uma fala entre ele e Harry, especialmente porque a cena de Harry indo a seu escritório após a derrota não ocorreu. Dumbledore é um dos meus personagens favoritos, junto com Snape. Algo que já posso lamentar é o fato de não ter visto Dumbledore, o maior bruxo de todos os tempos, mais vezes em ação. Podiam ter feito um remind de sua batalha com Grindewald. A cena em seu escritório, em a Ordem da Fênix, com Dolores, Cornelio & cia também me fez falta, o mesmo para sua chegada no Departamento de Mistérios e os comensais temerosos pela sua mera presença.
- Outra coisa da qual senti falta foi o diálogo (ou ao menos parte dele) entre Harry e Voldemort à hora da batalha final. [O mesmo para o grito da prof. Minerva ao constatar que Harry estava morto]. Eles podiam ter feito esse diálogo, havia tempo hábil, especialmente para algo tão importante. Não entendi a desintegração do corpo de Voldemort, não foi isso que se passou no livro.
Em suma, por enquanto é isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.