domingo, 22 de janeiro de 2012

Depois de Espanha e Hungria, Finlândia deve ser próxima a derrubar hegemonia socialista. Alguém ainda duvida que o welfare state europeu é um desastre total e absoluto?

Por Folha de São Paulo,

As pesquisas de opinião preveem uma clara vitória do candidato conservador e pró-europeu, Sauli Niinistö, do Partido de Coalizão Nacional (Kok), o que encerraria três décadas de Presidências controladas pelo Partido Social-Democrata Finlandês (SDP). As estimativas indicam, no entanto, que ele receberá menos de 50% dos votos, obrigando uma nova votação em segundo turno, dentro de duas semanas.

Os únicos candidatos com chances de acompanhar Niinistö em um eventual segundo turno, de acordo com as pesquisas, são o deputado ecologista Pekka Haavisto, da Liga Verde (VL), e o veterano Paavo Väyrynen, do Partido do Centro (Kesk).

Dada a grande vantagem de Niinistö - correligionário do primeiro-ministro Jyrki Katainen -, a luta entre os dois principais rivais, virtualmente empatados na segunda posição, vai monopolizar o interesse quando começar a apuração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.