terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Mitt Romney consegue atrair eleitorado do Tea Party e é melhor cartada para derrotar Barack Obama

Por André,



Os atuais candidatos republicanos à Casa Branca não são os melhores possíveis, mas o momento é estratégico, derrotar Obama no próximo pleito é essencial para o futuro dos EUA, e ao que tudo indica, Mitt Romney é o único com eleitorado suficiente para fazer isso.

As críticas ao candidato seguem a linha de que Romney não seria o mais conservador de todos (posto que seria preenchido por Santorum ou Gingrich), seria um "Obama moderado". Embora pense diferente, mesmo se esse fosse o caso, a ocasião é tão crítica que vale a pena colocar Romney no poder. Me parece que o eleitorado conservador americano começa a compreender isso, e também que uma autodegladiação interna (entre Mitt e Newt) pode fazer mal à candidatura e fazer a cama para a propaganda democrata.


Segue:

O principal favorito para se tornar o rival de Barack Obama nas eleições presidenciais dos Estados Unidos, em novembro, Mitt Romney, ampliou seu favoritismo neste fim de semana. Quatro dias depois de vencer na Flórida, o ex-governador de Massachussets ganhou o caucus de Nevada com 42,6% dos votos, bem à frente de seu principal concorrente, Newt Gingrich, o preferido de 26% dos eleitores do Partido Republicano. Ron Paul levou 18,4% dos votos e Rick Santorum ficou com 13%.

A vitória de Romney em Nevada era esperada. Romney é membro da religião mórmon, assim como cerca de 25% dos eleitores que costumam comparecer ao Caucus de Nevada. Além disso, o Estado é vizinha de Utah, onde Romney é famoso por ter salvado do fracasso os Jogos Olímpicos de Inverno de Salt Lake City, de 2002. Nevada também tem pouco peso na decisão final do Partido Republicano, mas, como aponta o jornal The New York Times, a vitória foi importante para Romney porque se tornou uma “importante oportunidade para falar de forma mais assertiva que o partido está finalmente se unindo ao redor de seu nome”.

Romney poderá fazer essa argumentação mostrando que, no Estado, ele rompeu a divisão interna do Partido Republicano verificada nas primárias anteriores, na qual ele atraiu os eleitores de políticos doestablishment republicano enquanto Gingrich apelava para os setores ainda mais conservadores da sigla. Em Nevada, Romney venceu até mesmo entre os que se dizem firmes apoiadores do Tea Party.

[Romney] conquistou uma ampla coalizão de eleitores que incluiu grupos entre os quais ele teve problemas nas disputas anteriores, incluindo eleitores [que se classificam como] muito conservadores, apoiadores do Tea Party e cristãos evangélicos. O Estado tem a maior porcentagem de eleitores que se classificam como firmes apoiadores do Tea Party entre os Estados que participaram das prévias até aqui. Esses eleitores são considerados parte vital da coalizão de Gingrich, mas ainda assim Romney conquistou uma porcentagem maior de votos entre eles, de acordo com pesquisas de boca de urna.

Com duas vitórias significativas no bolso, Romney tentará confirmar sua nomeação para enfrentar Obama ainda em fevereiro, mês no qual todas as primárias e caucus são favoráveis a ele. A esperança de Gingrich é a super terça-feira, marcada para 6 de março, quando dez Estados realizarão suas escolhas, entre eles alguns em que Gingrich é favorito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.