sábado, 27 de outubro de 2012

"Lie to me", linguagem corporal e psicologia comportamental

Por André,

Talvez alguns conheçam o bom seriado americano "Lie to me", trata-se do inglês Cal Lightman, um renomado psicólogo expert em detecção de mentiras, baseado na análise das expressões faciais e corporais das pessoas.

Expressão de quem denota medo e seus indicativos.
Subtraindo-se o aspecto hollywoodiano do seriado - a resolução de super-crimes em conjunto com o FBI baseando-se exclusivamente na "ciência do Dr. Lightman", já há tempos estava com a impressão de que analisar a linguagem corporal das pessoas diz muita coisa sobre ela. Nos diz sobre sua personalidade e, mais interessante, se estão ou não a mentir.

Isso veio à minha mente, de início, porque eu próprio sou especialista em entregar (e infelizmente não em detectar) coisas a partir da minha linguagem corporal: tiques, trejeitos, desvios de olhar, ruborescer de pele. Minha sorte é, penso eu, que ninguém se incumbiu da tarefa de traçar os padrões (o que seria bastante difícil, já que, por exemplo, ruboresço por quase tudo, às vezes sem motivo aparente).

Os ápices do seriado se constituem quando Lightman consegue arrancar a verdade de pessoas sem que elas tenham de dizer uma palavra sequer, baseado excluivamente na reação corporal/facial.

Desconfiei que esse deveria ser uma campo de pesquisa sério da psicologia, apenas menos cinematográfico. Na última quarta-feira, no programa da senhora Ana Maria Braga (!), o psicólogo brasileiro João Oliveira foi fazer merchan do seu livro e expor um pouco dessa sutil arte.

Ser um "polígrafo humano" tal como Lightman ou House seria simplesmente incrível. Estudar psicologia comportamental seria o caminho para isso então. Imaginem um psicólogo comportamental do calibre de Lightman somando sua prática a conhecimentos de engenharia social (condicionamento por comportamento)?

---

Temos dois especialistas em mentira nos seriados americanos: o citado Dr. Lightman e o ilustre Dr. House (ambos compartilham características para além da detecção de mentiras: são experts nas suas áreas, são arrogantes, são solitários, encarnam anti-heróis).

House detecta as mentiras analisando as contradições do discurso das pessoas. Detecta as contradições e incongruências, é puramente lógico. Faz dos métodos dedutivo e indutivo brinquedos infantis.

Lightman conta com as emoções das pessoas, espera que elas transpareçam seu lado mais humano, tornando inevitável seguir o "protocolo humano" diante da situação que ocorre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.