sexta-feira, 21 de junho de 2013

Até quando a esquerda perde a esquerda ganha. Fique atento ao "apartidarismo"

Por André,

Fiquem atentos com as acusações assustadas (confesso, o susto está cômico - não é todo dia que vemos a esquerda com medo de manifestação pública) dos esquerdistas de que a coisa caminha para um "golpe de direita". Enxerguem a coisa de uma perspectiva mais holística.

Vejam a palavra precisa de Antonio Gramsci (para fins de compreender a política brasileira, talvez o principal autor político) para compreendermos como essa questão de "apartidarismo" pode (e deve) estar a serviço da própria esquerda:


Depois, leiamos esse comentário do Rodrigo Constantino citando o Olavo de Carvalho:

"Chegou esse momento que muitos, eu sei, esperavam. Eu vou ter que compartilhar um trecho de Olavo de Carvalho, pois ele demonstra uma percepção da coisa bem mais realista do que muitos colegas "libertários", um tanto encantados com a brincadeira de "revolução". E eu valorizo o argumento por si só, não de quem ele vem. Olavo escreveu:

"Nunca subestimem a malícia comunista. Ela é capaz de manobras que ultrapassam infinitamente a imaginação do homem comum e até do "político burguês" usual. Absorver a direita numa onda de protestos esquerdistas só para depois culpá-la de todas as violências ocorridas no processo é, para um planejador comunista, não apenas coisa banal, mas até obrigação. A turma do Foro está preparadíssima para usar a massa conservadora e patriota e depois jogá-la fora como se fosse um pedaço de papel higiênico, dizendo que com isso salvou o país de uma anarquia que arriscava levá-lo a uma "ditadura teocrática e fascista"."

Pois eu tinha, hoje mesmo, dito algo bem parecido para um amigo: enquanto muitos celebram a retirada do MPL, e a expulsão do PT e PSTU dos protestos, minha tensão aumentava. Afinal, isso ocorre justamente quando a violência passa por escalada preocupante e ameaça sair de controle. Ou seja, quando chegar o caos geral, e a própria classe média demandar o Exército nas ruas para restaurar a ordem, as esquerdas radicais não terão mais associação com isso tudo, e estarão do lado do governo, que não se esqueçam, é do PT de esquerda, apoiando a defesa da "liberdade" contra esses "fascistas de direita". Tomem cuidado!!!"
 Analisem com cuidado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.