quarta-feira, 17 de julho de 2013

Fatos Constrangedores para o Socialismo. Suécia: Socialista ou "Neoliberal"?

Por André,

Socialistas gostam de usar a Suécia como exemplo de socialismo, baseados unicamente no sistema de bem estar social que é um dos mais bem sucedidos do mundo.

Mas o fato é que a Suécia segue uma série de políticas económicas que estes mesmos socialistas consideram "neoliberais", tais como:

- Abertura ao comércio internacional
(http://www.icc.se/policy/statements/2011/Open_Markets_Index_2011.pdf)

- Regime de metas de inflação
(http://en.wikipedia.org/wiki/Inflation_targeting)

- Ambiente favorável para os negócios
(http://portugues.doingbusiness.org/rankings)



- Apesar da alta carga tributária, é a 18˚ economia mais livre do mundo com destaque para o direito à propriedade (90/100), a desregulamentação da economia (93/100).
http://www.heritage.org/index/country/sweden

 
Até mesmo a alta carga tributária é na verdade, evidência de uma política econômica mais ortodoxa, afinal é bem melhor bancar um estado de bem estar social com impostos do que com endividamento público ou com inflação e muito melhor, obviamente, do que ter uma divida impagável mesmo com alta carga tributária, como é o caso de muitos países europeus hoje.

A economia sueca esteve estagnada por muito tempo até que em 2006, o governo de direita do primeiro ministro FredrikReinfeldt venceu as eleições e começou uma série de reformas liberais, fazendo com que a economia voltasse a crescer.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Fredrik_Reinfeldt




Suécia adota sistema de "vouchers" idealizado por Milton Friedman

http://dailycaller.com/2011/01/23/swedens-school-voucher-system-is-a-model-for-america/

http://en.wikipedia.org/wiki/School_voucher

Matéria em português sobre o assunto:

http://super.abril.com.br/cultura/pelo-direito-escolher-443943.shtml

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.