segunda-feira, 1 de julho de 2013

O que J.R.R. Tolkien disse aos nazistas quando foi perguntado se era judeu?

Por André,

Traduzido de Elephant Journal:


Se estou compreendendo, você está a me perguntar se sou de origem judaica, posso responder apenas que lamento o fato de, aparentemente, não ter ancestrais desse povo dotado.

Meu tataravô veio para da Alemanha para a Inglaterra no século dezoito: a maior parte da minha descendência é, portanto, puramente inglesa e eu sou um indivíduo inglês - o que deve ser suficiente.

Estive acostumado, contudo, a considerar meu sobrenome alemão motivo de orgulho e assim continuei durante o período da última lamentável guerra, na qual servi ao exército inglês.

Não posso, entretanto, deixar de observar que se questões impertinentes e irrelevantes como esta se tornarem a regra em matéria de literatura, então não estamos distantes de uma época em que um sobrenome alemão não será motivo de orgulho.

O sobrenome Tolkien é um anglicismo de Tollkiehn (em alemão, tollkühn, temerário, imprudente, que em uma tradução etimológica deveria ser dull-keen, algo como estúpido-sagaz, uma tradução literal de oxímoro; no conto The Notion Club Papers, Tolkien cria um personagem com o nome John Jethro Rashbold, fazendo piada com o seu próprio nome, já que Jethro e Reuel são nomes do mesmo personagem bíblico, o sogro de Moisés). Mesmo sendo um Tolkien, considerava-se mais um Suffield (a sua família materna) do que propriamente um Tolkien.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.