terça-feira, 9 de julho de 2013

Slavoj Žižek no Roda Viva, impressões

Por André,



Após assistir a mais recente entrevista de Zizek para o Roda Viva ficou evidente pra mim porque alguns esquerdistas "mais à esquerda" (especialmente Noam Chomsky, que classificou o esloveno como "farsante e sem conteúdo") dispararam seus tradicionais chistes baratos contra Zizek: ele é um pessimista, embora siga se intitulando comunista e marxista, reconhece sem medo (quem diria que em 2013 temos que comemorar isso?) que o experimento soviético foi comunista e que, com Hegel, é um erro separar ideias de sua prática.

Zizek é um crítico feroz do socialismo. Eu diria que Zizek rejeita a crítica barata e recheada de clichés da esquerda comum. Ao fim da entrevista Zizek diz algumas obviedades sobre os EUA: calma com a ascensão da China e em prever que ela superará os EUA, George Bush terminou contribuindo para o fim da hegemonia global americana etc.

Zizek também já enterrou o socialismo. Em entrevista à Carta Capital:

CC: Como reage quando críticos dizem que é um esquerdista populista?

SZ: A resposta está no livro Welcome To The Desert, pubicado no Brasil. Em Israel, fui considerado antissemita. E no Cairo me chamaram de propagandista. Fiquei contente. Quando os dois lados atacam é sinal de que você está no caminho certo. Sabe, quando eu era jovem, sonhávamos com um socialismo com rosto humano. Veja, o socialismo não funciona. E nem, acredito, na social-democracia. Portanto, a crise ­econômica de 2008 é uma grande ­derrota da ­esquerda. O motivo? A esquerda não tem opções para a crise.

Mas nem tudo faz bem para a digestão: Zizek repete o senso comum que a crise de 2008 é exclusivamente do livre-mercado e atribui a negação disso ao Tea Party, sendo que esse discurso é muito mais amplo.


"Minha relação com as tulipas é inerentemente lynchiana. As considero nojentas. Imagine. Não são todas elas um tipo de, como vocês as chamam, vaginas dentadas, vaginas bucais que querem engolir você? Considero as flores inerentemente nojentas. Quero dizer, as pessoas estão conscientes da coisa horrível que elas são? É, basicamente, um convite aberto a insetos e abelhas. "Chegue mais e me estuprem", sabe? As flores deveriam ser proibidas para crianças.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.