domingo, 28 de julho de 2013

Tipos de esquerdistas

Por Marx da Depressão,


1. O esquerda cult: Escreve elogios à revolução no Moleskine©. Pratica justiça social recolhendo dinheiro dos pobres para financiar os milionários carentes de “incentivos culturais”.

2. O esquerda folclórico: Substitui a falta de argumentos pelo excesso de pelos faciais. Não sai de casa sem o kit BBB: Bolsa, boina e broche de estrelinha. Deixa os cuidados com higiene pessoal para quando chegar no paraíso comunista.

3. O esquerda pragmático: Aguarda a revolução para deixar de explorar a empregada que passa a camisa do Che. Revolução pouca, minha mais valia primeiro.

4. O esquerda cabeça: Sabe que quem lê 20 páginas de filosofia adquire consciência social. Está para ler a 21ª desde antes do carnaval.

5. O esquerda geek: Escreve textos furiosos contra o imperialismo estadunidense no seu Mac Book Pro. Usou o gift card do Starbucks para baixar A Internacional pelo iTunes.

6. O esquerda saudosista: Saudades de ser perseguido. Acredita que o mundo vai de mal a pior desde os anos 60.

7. O esquerda de direita: Acredita que o socialismo vai acontecer quando tiver um cabra-macho no governo que coloque esses pobres pra trabalhar.

8. O esquerda web 2.0: Xinga muito os neoliberais no Twitter.

9. O esquerda asterisco: É totalmente contra a corrupção* (*exceto quando forçado pela lógica do sistema capitalista), contra todo tipo de guerra** (**exceto no caso da revolução armada e da resistência às forças imperialistas), e super a favor da liberdade*** (***menos a dos outros).

10. O esquerda frequent-flyer: Defende, da primeira classe, uma sociedade sem classes.

11. O esquerda distraído: Esquece de tirar o “sent from my iPhone” da assinatura do email.

12. O esquerda agora-vai: Nenhuma experiência socialista em toda a história da humanidade deu certo… até agora!

[Escrito por Diogo Costa @dgrcosta, Magno Karl @mkarl e Bruno Garschagen @bgarschagen]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.