domingo, 4 de agosto de 2013

Jean Madiran sobre as palavras "esquerda" e "direita" bem como seu conflito

Por André,


"A distinção entre a esquerda e a direita é sempre uma iniciativa da esquerda, feita pela esquerda e em proveito da esquerda. Há uma direita na proporção em que uma esquerda se forma para designar a direita e a ela se opor: o inverso nunca se dá. Os que instauram e põem em funcionamento o jogo esquerda X direita, logo se situam na esquerda, de onde delimitam a direita para combatê-la e excluí-la. Num segundo momento, a direita assim designada e apartada arregaça as mangas, nunca muito depressa nem com muita disposição, e então se organiza, se defende, contra-ataca e às vezes consegue vitórias... A esquerda, senhora e árbitra do jogo que inventou e iniciou, relega para as direitas quem ela acha que deve relegar, como e quando lhe parece oportuno e conveniente." Jean Madiran (que morreu há 3 dias), extraído de "A ideologia do século XX", J. O. de Meira Penna.
Em minhas reflexões pessoais eu mesmo já havia notado uma certa tendência de, estrategicamente, a esquerda "forjar" uma certa direita para no primeiro momento oportuno, jantá-la. E o pior: o predomínio da esquerda é tão grande e seu discurso tão forte, que muitas vezes o próprio direitista desavisado adere ao fantasma forjado pelo esquerdista e joga o seu jogo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.