terça-feira, 13 de agosto de 2013

Por que Marx persiste?

Por André,



Pérola facebuquiana:

Particularmente penso que o marxismo, se não tivesse adquirido aura de religião, estaria de mãos dadas com a astrologia e a alquimia (pode parecer estranho - e fora de moda, visto que a ciência perdeu prestígio - mas já houve quem considerasse o marxismo uma ciência) e dormindo feliz no reino das baboseiras, como embuste intelectual que é desde suas bases.

Contudo, uma enxurrada de críticas é comum e legítima, dada sua influência em vários terrenos; a exigência é do tamanho da pedida.

Meu único problema não é a existência do marxismo tampouco de marxistas, a seleção natural das ideias se encarregará de varrer ele para o reino das ideologias caducas, mas seu poder intelectual exacerbado que corrói pesquisas até mesmo fora das ciências humanas (imaginemos o estrago já feito dentro das nossas humanidades...), a sensação mais viva do que nunca (!!) que sempre paira na atmosfera universitária de que se você não for marxista é idiota, muitos ainda não perceberam como isso é corrosivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.