quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Marco Feliciano é "de direita" ou o espantalho de direita que a esquerda quer?

Por André,


O polêmico pastor Marco Feliciano - que não se faz apenas de declarações audaciosas sobre os gays, mas também disse que Deus matou John Lennon e que católicos são endiabrados - deu a seguinte declaração acerca de seu posicionamento político:
Ainda esses dias eu compartilhei um texto do Rodrigo Constantino sobre esse tema; no texto, Constantino comenta que não se sente representado pela dita "direita" ilustrada por Bolsonaro e por Feliciano. E de como essa direita, de certa forma, "caricata" acaba formando o "espantalho" dos sonhos pra esquerda pôr o dedo em riste e acusá-la de "racista-nazista-fascista-homofóbica" etc. etc.

Eu mesmo já havia abordado esse tema em alguns posts:

Jean Madiran sobre as palavras "direita" e "esquerda" bem como seu conflito

E ainda um apanhado de posturas "progressistas" do filósofo conservador britânico Edmund Burke:

A ignorância brasileira acerca do conservadorismo

O que me assusta nisso tudo nem é a desonestidade da estratégia esquerdista, mas o fato de alguns "direitistas" mais desavisados comprarem o pacote distorcido moldado pela própria esquerda. Tudo que um direitista deve saber sobre homossexualismo é bem simples: o mesmo está presente entre nós desde a própria existência do homem, você não deve combater indivíduos homossexuais e nem mesmo julgar sua postura. Combata a instrumentalização política da sexualidade, bem como a instrumentalização de qualquer minoria.


Não prestem um desserviço ao conservadorismo e colaborem para sua nulidade nacional: não vista a fantasia criada pela esquerda. 

Enquanto isso:

Mario Vargas Llosa apoia a união civil homossexual no Peru

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.