sábado, 9 de novembro de 2013

Aniversário de 24 anos da queda do Muro de Berlin: uma síntese simbólica do conflito entre socialismo e capitalismo

Por André,

Socialismo: aquele negócio tão legal que um muro precisa te impedir de não fugir dele

Cai o muro de Berlim, as pessoas se emocionam, famílias se abraçam, a gente chora... de alegria. O contexto é a Guerra Fria, Gorbachev, Thatcher e Reagan, uma época que política não era para trombadinhas como Obama.

A emoção dos envolvidos é compreensível,  bem como sua comemoração. Comemoro junto com elas a importância da destruição do muro da VERGONHA que aniquilou vidas, separou famílias, destruiu lares, sonhos, a liberdade em nome do sórdido regime chamado socialismo. A Alemanha celebra até hoje a livração do socialismo, Alemanha essa que hoje encabeça a economia europeia.

Pode parecer batido, mas o esquema se repete ao redor do mundo: não apenas cubanos sonham em ir para Miami, alemães orientais também sonhavam com o capitalismo e a riqueza ocidental. O padrão sempre se repete. 

Ainda que momentaneamente, há exatos 24 anos a liberdade vencia. 

Ronald Reagan: "Sr. Gorbachev, derrube este muro!":

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.