domingo, 16 de fevereiro de 2014

Black Blocs? De direita ou a serviço da direita!

Por André,

Assim que o cinegrafista da Band foi atingido por um rojão na cabeça e a primeira vítima pacífica das manifestações pacíficas públicas-gratuitas-de-qualidade em busca do "mundo melhor" eu comentei com um aluno e amigo "repare, a movimentação dos próximos dias será para jogar os Black Blocs no colo da direita". Não é uma questão de exaltar meus poderes divinatórios, mas não é a primeira vez que algo semelhante acontece. Comecem a observar e vocês farão suas próprias previsões, a esquerda é extremamente previsível.

A coisa também não tem muita relação com Alex Solnik e seu brilhante argumento para jogar os BBs no colo da direita, na edição do Roda Viva em que Lobão foi entrevistado, naquele caso era apenas o ímpeto natural da esquerda de pensar na sua dicotomia favorita: se é "do bem" é nosso, se é "do mal" é deles, por definição, dane-se a realidade. A coisa agora é estratégica, é de caso pensado.

A blogosfera progressista - e por nós financiada - não tardou em colocar seus militantes de estimação para tentar provar a suposta relação. Vejam uma das alternativas numa esquete do "site do bem" "Diário do Centro do Mundo":


O blog "Tijolaço" faz de Sininho praticamente uma militante da TFP (já que coloca Aécio e Paes como representantes do "desmoralizado conservadorismo brasileiro"), diz que suas ações só "beneficiam a direita".

Porém o post traz uma vantagem óbvia, que progressistas fazem vista grossa e conservadores deixam passar ao largo: os irrisórios 1.600 reais recebidos e administrados por Sininho são apenas um detalhe. Por pura dedução é óbvio que mais dinheiro, de mais gente, financia tantos militantes e todo o "material" por eles utilizado (inclusive o rojão que atingiu a cabeça de Santiago. Foi comprado com dinheiro de quem?):
O “financiamento” de R$ 1.600 é uma piada e não explica o suporte material que, de fato, esta sequência de manifestações sugere e, muito menos, a informação de que há sistemático aliciamento pecuniário de manifestantes.

Sininho, a radicalzinha idiota, está sendo uma fada madrinha para a direita.

Há também quem classifique os Black Blocs como "coxinhas", chame-os de braço esquerdo da pior direita e outras palavras que o canhotismo usualmente define tudo que seja de não-esquerda.

Isso também nos diz muito sobre o suposto espírito de camaradagem da esquerda. Ele existe, mas até a página 9. Se o projeto for atrapalhado em um milímetro, o camarada de hoje é o inimigo do povo de amanhã. Quando das manifestações de junho, toda a esquerda, do PSOL a todo o resto, caminhava lado a lado com os Black Blocs e consideravam estes a grande proteção dos manifestantes contra o "fascismo do Estado" (isto é, a polícia). No afã romântico da manifestação "desculpe-o-transtorno-estamos-mudando-o-país", todos eram camaradas. Hoje, PSOL, Black Blocs, Sininho são todos "de direita".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.