sábado, 12 de abril de 2014

Rolezinhos se transformam no que dissemos que se transformariam: convites ao crime.

André,

Depois da versão defendida pelo que chamo de "intelectuais-urubu", aqueles que ficam caçando e babando fenômenos coletivos a serem interpretados à luz de sua narrativa marxista, o evento se transformou em "rolezinho do sexo". Encontros marcados pela internet para consumo de drogas e realização de orgias públicas:


Está mais do que na hora de cobrar dos tais intelectuais as consequências de suas palavras. Os caras falam o que querem, pra imediatamente depois culparem os outros pelo que se passa e venderem-se como solução para o problema.

Como havia afirmado, o rolezinho nunca passou de eufemismo para arrastão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.