quinta-feira, 4 de setembro de 2014

ISIS tem planos de conquistar Península Ibérica

Por André,

Afirma matéria do Globo sobre as intenções do Estado Islâmico para a Península Ibérica:
A Espanha faz parte dos objetivos estratégicos da jihad global — reconheceu em março o ministro do Interior espanhol, Jorge Fernández Díaz, depois da prisão de uma célula terrorista.
A pergunta que me vem à cabeça é: quando o Ocidente acordará para o fato dos projetos globalistas em curso pelo mundo? Seja o projeto russo-chinês, seja o islâmico ou o dos banqueiros mundiais, não é hora de, no mínimo, uma demarcação de forças e mostra de posicionamento contrário a esses projetos?

Será que essa Espanha - e Europa - pós-moderna tem forças para se opor a uma segunda invasão moura? Precisaremos de novas Cruzadas?

A matéria segue:

MADRI — Mais de 500 anos depois da Reconquista Espanhola das mãos dos muçulmanos, o Estado Islâmico (EI) lançou um vídeo no qual ameaça avançar sobre a Península Ibérica, segundo o jornal espanhol “El Mundo”. Os jihadistas afirmam na gravação que o foco especial do grupo extremista é a região de “al-Andalus”, dominada pelos muçulmanos entre 711 e 1492.

— A Espanha é a terra dos nossos avós e vamos até ela, se Deus quiser, com o poder de Alá — afirmou o jihadista na gravação, identificado como o marroquino Nouredin Majdoubi.

O outro rebelde que aparece no vídeo é Mohamed Hamduch, já conhecido por ter publicado nas redes sociais uma foto dele segurando cabeças decapitadas de cinco soldados sírios mortos. A gravação é narrada em espanhol e foi divulgada no site do grupo extremista.

Mais de 1.200 marroquinos já se juntaram aos extremistas do EI. Além deles, cerca de 50 espanhóis e outros residentes no país viajaram a partes da Síria e do Iraque para aderirem à luta jihadista.

Segundo o jornal “El Mundo”, outra forma de reivindicar o território espanhol usada pelo EI é postar no Twitter montagens de fotos de monumentos históricos construídos na Espanha durante o domínio muçulmano — como o palácio de Aljafería, en Zaragoza ou o de Alhambra, em Granada. Diante dos prédios, os extremistas colocam uma bandeira do EI com a frase: “Somos todos o Estado Islâmico”.

— A Espanha faz parte dos objetivos estratégicos da jihad global — reconheceu em março o ministro do Interior espanhol, Jorge Fernández Díaz, depois da prisão de uma célula terrorista.

Com um discurso mais contundente, o rei da Arábia Saudita, Abdullah, advertiu na semana passado que os jihadistas poderiam avançar pela Europa em apenas um mês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.