sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Jean Wyllys prova do próprio veneno e é atacado por feministas e racialistas radicais

Por André,



As perguntas são um show de horrores, parece uma competição pra saber quem é mais coitado e quem deve/merece receber mais verba do contribuinte pra deixar de ser coitado. 

O ponto é: Wyllys provou com gosto do próprio veneno, sair por aí medindo o mundo com sua própria régua e acusando quem não se enquadra na própria régua de "preconceituoso", "racista", "homofóbico", "do mal" pode ser um esporte interessante quando você é o praticante.

Para nossa surpresa e susto, tem gente que acredita que o Jean não é racista e preconceituoso o suficiente, é o pessoal do (sic) coletivo negro. Por não se enquadrar nos critérios malucos do coletivo, que vê preconceito até debaixo da cama, Jean já não é mais um cara tão legal e progressista assim.

Vocês sabem como é lidar com religiosos fervorosos que fazem parte de alguma seita: um milímetro de desvio e você já é a encarnação de algum ser maligno.

Bem-vindo, Jean, bem-vindo ao tipo de ação e ao clube que você também costuma colocar todos que discordam de você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.