domingo, 1 de março de 2015

Um terço dos estudantes muçulmanos do Reino Unido crê que matar em nome da religião é normal. Alguém ainda não acredita em choque de civilizações?

Por André,

Para um terço dos estudantes muçulmanos (pesquisa de 2008, mas talvez justamente por isso seja interessante) apoia a violência em nome da religião.

Outros 27% demonstraram simpatia pelos ataques à Charlie Hebdo. 24% apoia o uso de violência contra quem faz imagens de Maomé. 45% deles (quase metade) afirma que clérigos que pregam ódio contra o Ocidente não estão exagerando ou fora de si. E 11% se dizem simpáticos aos jihadistas que perpetram ataques contra o Ocidente.

Alguém realmente duvida que não estamos passando por conflitos de civilização?

Civilização é também valores. Os valores de muitos muçulmanos, valores estes profundamente atrelados ao Islã, não entram em contradição com os valores do Ocidente?

Críticas sejam feitas à Charlie Hebdo, mas ao menos ela tirava sarro de todas as religiões. Mas algumas vertentes do islã proíbem expressamente a representação imagética de Maomé. Isso não é um claro exemplo de conflito de valores? Enquanto mesmo cristãos suportam os desenhos satíricos, por conciliarem ou ao menos respeitarem a liberdade de expressão, alguns muçulmanos simplesmente não toleram a imagem, pretendendo instalar leis prevendo punição para a blasfêmia em território europeu. Isso não seria um exemplo de manual de choque de valores?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.