terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Linotipo Digital relançará obra de Regine Pérnoud, professor Ricardo da Costa saúda a reedição e fará prefácio

Por Ricardo da Costa,

RÉGINE PERNOUD (1909-1998)



Historiadora, arquivista e paleógrafa. Escreveu mais de trinta livros sobre a Idade Média. Desde o porto medieval de Marselha (sua tese de doutorado, na década de 30) até os grandes temas - cruzadas, templários - e os grandes personagens - Heloísa e Abelardo, Eleonor da Aquitânia, São Luís, Hildegarda de Bingen, Ricardo Coração de Leão, Martinho de Tours, Joana D'Arc. Seus textos são deliciosos. Quando estudante, não entendia o porquê de não serem indicados na universidade brasileira. Anos depois, comecei a juntar os indícios. Um depoimento obtido na UFRJ, outro na UFF, mas sobretudo uma contundente afirmação de Georges Duby (1919-1996) a seu respeito: "uma das motivações que tenho para escrever é afirmar o contrário da Régine Pernoud" (no livro "Paixões comuns - Georges Duby e Bronislaw Geremeck" - cito de memória, mas a ideia é essa). A visão otimista de Pernoud em relação à Idade Média, à (melhora) da condição feminina, sua interpretação livre do necessário materialismo histórico para adentrar no seleto clube de historiadores citados e referendados mundo afora, tudo isso contribuiu para que fosse "esquecida" pela Academia.

Mas os esquecimentos, banimentos e exílios também estão sujeitos às vicissitudes do tempo. Para nossa satisfação, a Linotipo Digital publicará em 2016 uma de suas pequenas pérolas: "Idade Média, o que não nos ensinaram", originalmente publicado em 1978. Uma excelente introdução para quem quer iniciar seus conhecimentos sobre o período. Leve, muitíssimo bem escrito. Suave. Tive a honra de ser convidado para escrever o "Prefácio". Carioca oferecido que sou, ainda me atrevi a sugerir escrever notas explicativas de várias passagens da autora. Bem, será uma maravilha participar desse projeto. Agradeço muito ao Laerte Lucas Zanetti e ao Márcio Scansani o convite. Vou caprichar! E aguardem o lançamento, caríssimos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.