sábado, 17 de fevereiro de 2018

Enredo da escola que "denunciou o golpe" usou livro do intelectual orgânico Jessé Souza na sua bibliografia

Por André,

Página 178 do link: http://liesa.globo.com/material/carnaval18/abrealas/Abre-Alas%20-%20Domingo%20-%20Carnaval%202018%20-%20Atual.pdf

No início deste ano escrevi artigo alertando para a guinada da intelectualidade orgânica do PT para um discurso mais old school e revisionista (e menos superficial e histérico).

Alguns até duvidaram e insinuaram que eu estava superestimando a importância do livro "A Elite do Atraso" do sociólogo Jessé Souza, que quando escrevi o artigo já havia sido eleito pelos leitores da Amazon como melhor livro de não-ficção de 2017.

Pois bem, eis que, conforme imagem acima e link na legenda, a escola de samba "do lacre" contra o "vampiro neoliberalista", o golpe dos "coxinhas", os "paneleiros" e os "patos da FIESP" usou como uma de suas bases o livro do citado sociólogo. E quem leu o livro bem sabe que não se trata de uma menção para encher linguiça, a narrativa do livro foi expressa integralmente pela escola de samba.

A coisa toda não poderia ser mais petista: uma instituição movida a dinheiro do tráfico e da contravenção, que não emprega ninguém de forma registrada, bradando contra a corrupção e em defesa dos "direitos trabalhistas".

E o alerta segue: quando a direita deixará de ser meramente reativa e terá proposições sólidas para preencher o vácuo deixado quando refutamos as sandices ideológicas da esquerda?

Um comentário:

  1. Exato. Está na hora de proposições para se tornarem ações, execuções de atos, distintos dos anseios socialistas/comunitas.

    ResponderExcluir

1. Seja polido;

2. Preze pela ortografia e gramática da sua língua-mãe.